quinta-feira, julho 25, 2024
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO AMAZONASspot_imgspot_img

NOTÍCIAS ALEAM

InícioINTERIOR DO AMAZONASALTO SOLIMÕESPromessas da Luta Olímpica do Amazonas passam por aperfeiçoamento

Promessas da Luta Olímpica do Amazonas passam por aperfeiçoamento

Promessas da Luta Olímpica do Amazonas passam por aperfeiçoamento

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esportes e Lazer (Sejel), dá apoio aos atletas amazonenses de Luta Olímpica Francisco de Melo Curina, 18, e Gabriel Bindá Brasil, 17. Nascidos em Atalaia do Norte e Benjamin Constant, respectivamente, eles estão passando por um período de aperfeiçoamento em Manaus.

Com resultados expressivos, os atletas estão aptos a representar o Amazonas em competições nacionais. Eles são considerados revelações na modalidade, que colocou o estado entre os três melhores do país. Francisco compete na categoria 79 kg e Gabriel na categoria acima de 90 kg.

“O desempenho desses atletas é realmente extraordinário. E sabemos que assim como eles, muitos jovens do nosso interior não têm oportunidade. Parabéns aos prefeitos que apoiam o esporte”, destaca o titular da Sejel, Caio André Oliveira. “Nosso papel enquanto secretaria de Estado é criar oportunidades, por meio do esporte, para esses amazonenses”, completou.

Atualmente os atletas moram em Manaus, na Vila Olímpica de Manaus. Vieram de uma região do Amazonas (fronteira com Peru e Colômbia) onde muitos jovens têm enveredado pelos caminhos errados. Nesse cenário, a Luta Olímpica se apresenta como uma alternativa segura de prática esportiva, que exige a frequência escolar como requisito para participação das atividades.

Além da exigência física, a modalidade é das mais democráticas possíveis, por aceitar participantes das mais diversas idades e pesos. “Nossa missão é fazer com que os jovens tenham uma atividade cotidiana e por meio dela possamos praticar os ensinamentos sociais, como trabalho em equipe, pontualidade, disciplina, paciência, estratégias e inteligência emocional”, explica o ex-campeão brasileiro e atual presidente da Federação Amazonense de Luta Olímpica, Waldeci Silva.

Conquistas – Francisco de Melo Curina, índio da etnia Kulina, tem 17 irmãos e começou a treinar pela influência de um primo, em dezembro de 2017. Em poucos meses ganhou a competição interna da academia, comandada pelo cubano Luiz Calistro. Antes dos 18 anos veio para Manaus e conquistou o direito de participar de uma competição no Rio de Janeiro.

Apenas cinco meses e meio depois de ter sido iniciado na luta, conquistou o terceiro lugar numa competição nacional, tendo perdido uma única luta, para o então campeão brasileiro e sul-americano. “Não fui campeão por falta de experiência. Mas vou buscar esse ouro porque agora estou bem mais preparado do que ano passado”, disse Francisco.

 

Gabriel Bindá Brasil, nascido e criado em Benjamin Constant, tem menos tempo de luta que Francisco. Ele começou a treinar há apenas 10 meses. Apesar do pouco tempo e de lutar na categoria dos pesados, já figura entre os melhores do Amazonas e está pronto para voos mais altos. “Quero poder viajar para buscar resultados fora do nosso estado, para o Amazonas e para a minha cidade Benjamin Constant. Vou voltar para concluir meus estudos e depois venho para a capital para estudar e treinar mais ainda a Luta Olímpica, para um dia ajudar os jovens de Benjamin”, disse Gabriel.

Nova geração – Para especialistas, pode estar surgindo no Alto Solimões uma geração de ouro, a exemplo do que ocorreu em Manaus em meados da década de 2000, quando nomes como Waldeci Silva , Elton Henrique entre outros, levaram o Amazonas a brigar pelos primeiros lugares do Brasil, por equipes, na Luta Olímpica.

“Precisamos aproveitar essa proximidade das lutas com os amazonenses. Temos o talento nato. Temos os técnicos capacitados. Temos o nome do Amazonas, que é respeitado no Brasil inteiro. Então, temos que aproveitar”, afirma Waldeci Silva. “Até agora nossas maiores dificuldades são as passagens aéreas, mas graças a Deus, o secretário da Sejel tem demonstrado um grande carinho e reconhecimento ao nosso trabalho e nos dado uma grande ajuda. Isso é bom para todas as localidades que adotam a luta”, finalizou.

FOTOS: Mauro Neto / Sejel

Assessoria de Comunicação da Sejel: Nailson Castro (92) 99113-2311

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img

Manaus

Deputado Roberto Cidade é autor de 24 leis em 2024

  Mantendo o retrospecto de ser um dos parlamentares mais atuantes na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o deputado estadual Roberto Cidade (UB), presidente do...

Descumprimento da ‘Lei do Motoboy’ em Manaus é questionado por profissionais

Após a prisão de três motociclistas envolvidos em uma briga com um morador de um condomínio no bairro Flores, Zona Centro-Sul de Manaus, a...

OAB AM inaugura ponto de inclusão digital em Careiro Castanho

  Na segunda-feira, 15/07, a Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amazonas (OAB-AM), na gestão de Jean Cleuter, inaugurou mais um Ponto de Inclusão Digital...

Darius Nakai explica diferença entre harmonização orofacial e cirurgia plástica

O ser humano nunca está satisfeito plenamente com a aparência. Sempre em busca de uma beleza única, muitas pessoas têm explorado diferentes opções, destacando-se...

Di María se aposenta após mais um título: “Ganhei tudo”

Ser destaque em uma Seleção que tem Lionel Messi não é  e nunca foi missão fácil. Mesmo assim, Angel Di MAria sempre esteve lá,...
spot_imgspot_img

POPULARES

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img