quinta-feira, julho 25, 2024
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO AMAZONASspot_imgspot_img

NOTÍCIAS ALEAM

InícioNOTÍCIASJair Bolsonaro. Ministro Xandão deu 48h para explicações sobre refugio na embaixada...

Jair Bolsonaro. Ministro Xandão deu 48h para explicações sobre refugio na embaixada da Hungria

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes deu 48 horas para que o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) explique sua estadia na embaixada da Hungria, em Brasília. A informação é do advogado do ex-presidente, Fabio Wajngarten.

O STF confirmou o prazo para a resposta de Bolsonaro, que ficou de 12 a 14 de fevereiro na embaixada. A informação foi revelada pelo jornal americano The New York Times.
Questionado sobre o objetivo de uma explicação, Bolsonaro disse que: “Algum crime, porventura, venham a investigar”. “Então, digamos porventura dormir na embaixada, ou conversar com embaixador, algum crime nisso? Tenha paciência, chega de perseguir”, afirmou Bolsonaro.
O ex-presidente disse para aliados que tem “amizade” com diplomatas e negou irregularidades durante estadia na embaixada da Hungria.

A atitude controversa do ex-presidente é justamente o que não se espera de quem se autoproclama INOCENTE.

E apesar de a entrada na embaixada ter ganho repercussão , não é a primeira vez que o Jair Messias Bolsonaro se movimenta concomitantemente a uma operação policial. Isso deflagra outras duas situações até aqui hipotéticas.

1 – A primeira é que ele sempre fica sabendo da movimentação policial
2 – A segunda que ele não tem a convicção do inocente e pretende resistir a um mandado

 

Embaixador da Hungria

O Itamaraty decidiu chamar o embaixador da Hungria no Brasil, Miklós Halmai, para explicar a hospedagem do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). A informação foi confirmada por interlocutores do chanceler Mauro Vieira. Halmai foi chamado ao Itamaraty pela Secretária de Europa e América do Norte, embaixadora Maria Luísa Escorel.
O embaixador esteve no Ministério de Relações Exteriores por 20 minutos. Halmai disse ao Itamaraty que hospedou o ex-presidente durante o carnaval para tratar de interesses da Hungria com o Brasil. De acordo com fontes do Itamaraty, o embaixador repetiu a versão apresentada por Bolsonaro.
Mais cedo, o ex-presidente disse em nota que esteve na embaixada para manter relacionamento com autoridades do “país amigo”, a exemplo do premier húngaro, Viktor Orbán. A explicação incomodou o Ministério das Relações Exteriores, que alertou o embaixador não ser este o canal oficial de interlocução entre os dois países.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img

Manaus

Deputado Roberto Cidade é autor de 24 leis em 2024

  Mantendo o retrospecto de ser um dos parlamentares mais atuantes na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o deputado estadual Roberto Cidade (UB), presidente do...

Descumprimento da ‘Lei do Motoboy’ em Manaus é questionado por profissionais

Após a prisão de três motociclistas envolvidos em uma briga com um morador de um condomínio no bairro Flores, Zona Centro-Sul de Manaus, a...

OAB AM inaugura ponto de inclusão digital em Careiro Castanho

  Na segunda-feira, 15/07, a Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amazonas (OAB-AM), na gestão de Jean Cleuter, inaugurou mais um Ponto de Inclusão Digital...

Darius Nakai explica diferença entre harmonização orofacial e cirurgia plástica

O ser humano nunca está satisfeito plenamente com a aparência. Sempre em busca de uma beleza única, muitas pessoas têm explorado diferentes opções, destacando-se...

Di María se aposenta após mais um título: “Ganhei tudo”

Ser destaque em uma Seleção que tem Lionel Messi não é  e nunca foi missão fácil. Mesmo assim, Angel Di MAria sempre esteve lá,...
spot_imgspot_img

POPULARES

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img