sexta-feira, junho 14, 2024
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO AMAZONASspot_imgspot_img

NOTÍCIAS ALEAM

InícioAJURICABAA argentina que desrespeita e desafia a LEI

A argentina que desrespeita e desafia a LEI

O drama do popular professor de tênis, Mamed Mandrake, impedido de ver e falar com o filho, apesar de decisão judicial

No dia 18 de outubro o Jornalista Hiel Levy publicou pela primeira vez essa história real, que mais parece ter sido tirada de um livro de ficção. Um total desrespeito às decisões judiciais que tentam manter a harmonia da sociedade. A audácia de uma estrangeira que desafia uma corte que segue impune dentro do território brasileiro, fazendo não apenas o que quer, mas uma criança sofrer e um pai, honrador de suas obrigações, respeitador da Lei e que tem sido ignorado pelo sistema.
A história, do início de 2018, poderia ter sido divulgada antes, mas José Stone Silva Mamed dos Santos decidiu não pressionar a justiça. Já no mês de abril ele sofria com o desconhecimento do paradeiro do filho, sequestrado pela estrangeira mãe, que acredita que pode fazer o que bem entende no Brasil.
Nas oportunidades que presenciamos pai e filho, em quadra, percebemos a grande afinidade entre ambos e a felicidade do pequeno em participar das aulas de tênis nas dependências do Tropical Hotel. Assim como nós, dezenas de pessoas podem testemunhar nesse sentido, o que afasta qualquer justificativa por parte da mãe em desqualificar tal relação.
Nós, do site O AJURICABA, tentamos convencer “MAMED” a disponibilizar o fato para toda a imprensa e sociedade, mas ele preferiu aguardar. “”Não quero nesse momento tomar nenhuma medida que pareça desrespeito ao Tribunal de Justiça do Amazonas, as coisas vão se resolver”, acreditava Mamed.
O tempo passou e o que deveria ter sido resolvido, já com uma decisão judicial favorável, agravou-se e hoje, a criança e o pai são impedidos de se relacionarem por um simples capricho de alguém que descumpre a LEI.
Ocorre que hoje, poucos dias antes de a justiça entrar em recesso, o desespero da família aumenta e o medo de a criança ser levada para fora do Brasil , pode se transformar numa cruel realidade, já que a desafiadora mãe mudou-se para o interior de São Paulo, com acesso a diversas fronteiras pelas quais poderá evadir-se.
Se a justiça proferiu uma decisão garantindo a permanência do garoto em Manaus, desrespeitada, por outro lado a corte pode não ter ciência de tal atropelo por parte da mãe argentina. Motivo pelo qual replicamos a matéria divulgada há pouco mais de um mês no Blog do Hiel Levy.
O AJURICABA , voltado para o desporto, cultura, lazer e serviços, não poderia deixar de se solidarizar com esse cidadão, MAMED MANDRAKE, que tanto fez e faz pelo esporte e desporto amazonense.
Entendamos o caso, no texto publicado pelo blog do Hiel Levy

===============

O drama do popular professor de tênis, Mamed Mandrake, impedido de ver e falar com o filho, apesar de decisão judicial
No dia 18 de outubro o Jornalista Hiel Levy publicou pela primeira vez essa história real, que mais parece ter sido tirada de um livro de ficção. Um total desrespeito às decisões judiciais que tentam manter a harmonia da sociedade. A audácia de uma estrangeira que desafia uma corte que segue impune dentro do território brasileiro, fazendo não apenas o que quer, mas uma criança sofrer e um pai, honrador de suas obrigações, respeitador da Lei e que tem sido ignorado pelo sistema.
A história, do início de 2018, poderia ter sido divulgada antes, mas José Stone Silva Mamed dos Santos decidiu não pressionar a justiça. Já no mês de abril ele sofria com o desconhecimento do paradeiro do filho, sequestrado pela estrangeira mãe, que acredita que pode fazer o que bem entende no Brasil.
Nas oportunidades que presenciamos pai e filho, em quadra, percebemos a grande afinidade entre ambos e a felicidade do pequeno em participar das aulas de tênis nas dependências do Tropical Hotel. Assim como nós, dezenas de pessoas podem testemunhar nesse sentido, o que afasta qualquer justificativa por parte da mãe em desqualificar tal relação.
Nós, do site O AJURICABA, tentamos convencer “MAMED” a disponibilizar o fato para toda a imprensa e sociedade, mas ele preferiu aguardar. “”Não quero nesse momento tomar nenhuma medida que pareça desrespeito ao Tribunal de Justiça do Amazonas, as coisas vão se resolver”, acreditava Mamed.
O tempo passou e o que deveria ter sido resolvido, já com uma decisão judicial favorável, agravou-se e hoje, a criança e o pai são impedidos de se relacionarem por um simples capricho de alguém que descumpre a LEI.
Ocorre que hoje, poucos dias antes de a justiça entrar em recesso, o desespero da família aumenta e o medo de a criança ser levada para fora do Brasil , pode se transformar nua cruel realidade, já que a desafiadora mãe mudou-se para o interior de São Paulo, com acesso a diversas fronteiras pelas quais poderá evadir-se.
Se a justiça proferiu uma decisão garantindo a permanência do garoto em Manaus, desrespeitada, por outro lado a corte pode não ter ciência de tal atropelo por parte da mãe argentina. Motivo pelo qual replicamos a matéria divulgada há pouco mais de um mês no Blog do Hiel Levy.
Entendamos o caso, no texto publicado pelo blog do Hiel Levy
O empresário José Stone Silva Mamede dos Santos, o popular “Mandrake”, dono de uma academia de tênis que funciona nas quadras do Tropical Hotel Manaus, está vivendo um drama há sete meses, desde que a ex-esposa, a argentina Daniela Jesica Manrique, decidiu se mudar para Campinas (SP) com o filho, o pequeno B.A.M.M, de apenas cinco anos de idade, afastando-o totalmente do pai, apesar de decisão judicial que garantia a este o convívio com o menino.
O casal começou a relacionar-se em 2012. A convivência, porém, sempre foi conturbada, a ponto de Daniela conseguir, em 2014, uma medida protetiva para impedir Mamede de se aproximar dela. Depois disso, o casal reatou o relacionamento, que perdurou até 2017, quando novamente voltou a separar-se em caráter definitivo. Nesta época, ela voltou a pedir à Justiça que mantivesse o ex-marido longe.
Apaixonado pelo filho, o pai entrou na Justiça para garantir a convivência com ele. No dia 28 de março de 2018, a juíza Cleonice Fernandes de Menezes Trigueiro, da 7ª Vara de Família, concedeu tutela antecipada a ele, garantindo que tivesse o filho em sua companhia, semanalmente, às terças e quintas-feiras, em horário que não coincidisse com o escolar, das 14h às 17hs, bem como em finais de semanas alternados, pegando-o às 9h do sábado e devolvendo-o ao lar materno às 18h do domingo.
Foi aí que Daniela surpreendeu Mamede, mudando-se sem avisá-lo para Campinas, aonde iniciou um outro relacionamento. Desde então, ela só permite que o pai ligue para o filho às terças e quintas, às 20h. Só que, neste horário, o empresário está em plena atividade em sua academia de tênis, o que o impede de ligar. A mãe, no entanto, não permite contato em outro horário.
“Aqui em Manaus ele tinha tudo, estudava em uma boa escola, vivia em um bom imóvel e eu fazia qualquer coisa pelo seu conforto. Ela fez de propósito. Mudou-se para me punir pela separação. Mora em um apartamento alugado e se relaciona com uma pessoa que eu não sei quem é, o que faz e como vive. Ela não tem parentes em Campinas. Não sei como meu filho está vivendo”, desabafa Mamede.
Desesperado, o empresário iniciou uma campanha nas redes sociais, para tentar sensibilizar as autoridades e conseguir voltar a conviver com o filho. “Eu não sou santo, mas sou pai, amo meu filho e quero ve-lo, conversar com ele, acompanhar seu crescimento. É tudo o que eu peço. Ela não pode me negar isso”, conclui. Mamed está pedindo na Justiça, novamente, o direito de se aproximar de B.A.
O blog tentou entrar em contato com Daniela, mas ela não atendeu as ligações.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
131

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img

Manaus

Juliana Felipe de São Gabriel da Cachoeira Conquista Ouro nos JEBs 2024 e Orgulha o Amazonas

A talentosa atleta Juliana Felipe, da Acopajam, de São Gabriel da Cachoeira, brilhou nos Jogos Escolares Brasileiros (JEBs) 2024, em Maceió, conquistando uma medalha...

Polícia prende um dos suspeitos de estuprar e transmitir vírus do HIV para crianças e adolescentes

O técnico em edificações Rodrigo Wenderson Nunes dos Santos, 31, suspeito abusar sexualmente de crianças e adolescente e transmitir o Vírus da Imunodeficiência Humana...

Lançado Livro de Saberes Tradicionais Quilombolas, em N. Airão

  Um Estudo Sobre as Práticas Educativas na Escola Municipal Jaú Tambor Na noite do último sábado (8/6), Novo Airão, município da Região Metropolitana de Manaus,...

Delegado João Tayah retira placa de apologia à pena de morte em via pública

O delegado de polícia e pré-candidato a vereador pelo PT, João Tayah, retirou uma placa fixada em um poste da Avenida Torquato Tapajós, no...

“Semana Solo Seguro Favela”, Urbanismo Sustentável no Amazonas

De 3 a 7 de junho de 2024, a Corregedoria-Geral de Justiça do Amazonas (CGJ/AM) vai realizar a 1a. edição da “Semana Solo Seguro...
spot_imgspot_img

POPULARES

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img