sexta-feira, junho 14, 2024
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO AMAZONASspot_imgspot_img

NOTÍCIAS ALEAM

InícioLAZERDIVERSOSSenado aprova projeto de Eduardo Braga que suspende de reajustes de planos...

Senado aprova projeto de Eduardo Braga que suspende de reajustes de planos de saúde e medicamentos

Ajustes anuais ficam suspensos por 120 dias, de acordo com proposta aprovada nesta terça-feira (02)

O Senado Federal aprovou, nesta terça-feira (02), projeto do senador Eduardo Braga (MDB/AM) que suspende por 120 dias o reajuste dos planos privados de saúde e dos medicamentos. No caso dos medicamentos, que já tiveram o reajuste anual suspenso por 60 dias pela Medida Provisória 933/20, o período será estendido por outros dois meses. Se for aprovado pela Câmara dos Deputados, a autorização publicada no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (01) para reajustes de até 5,21% nos preços dos remédios fica sem validade.

O PL 1542/20, relatado pelo senador Confúcio Moura (MDB/RO), foi aprovado pela quase unanimidade dos senadores (71 votos a dois), que reconheceram o impacto social da medida em meio à pandemia do novo coronavírus. O senador Eduardo Braga ressaltou que o projeto vai ajudar a salvar vidas, ao facilitar o acesso da população a remédios e tratamentos em hospitais privados.

“Estamos dando a muitos brasileiros a oportunidade de lutar pela própria vida”, frisou o líder do MDB no Senado, lembrando que hospitais particulares ainda têm leitos ociosos para tratamento da Covid-19, enquanto boa parte dos hospitais públicos está com capacidade praticamente esgotada.

Margem de lucro –
A exemplo de outros senadores, Eduardo Braga ponderou que os planos de saúde estão numa situação financeira favorável em meio à pandemia, uma vez que cirurgias eletivas e inúmeros exames não emergenciais estão sendo postergados no atual momento.

 

“Esse é um setor que tem margem de lucro grande e é perfeitamente capaz de absorver a suspensão de reajustes por 120 dias”, complementou. O senador também observou que o país vive um momento de deflação, outro motivo para não haver reajustes.

Eduardo Braga acredita que o projeto terá amplo apoio político para aprovação na Câmara dos Deputados e poderá seguir para sanção presidencial já na próxima semana. “É claro que tem a pressão de empresas poderosas, mas algumas delas já demonstraram sua solidariedade e espírito humanitário nessa crise sanitária”, afirmou.

De acordo com dados divulgados no início de maio pela ANS, Agência Nacional de Saúde Suplementar, o Brasil tem hoje 47,1 milhões de beneficiários de planos privados de assistência médica.

Assessoria de imprensa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img

Manaus

Juliana Felipe de São Gabriel da Cachoeira Conquista Ouro nos JEBs 2024 e Orgulha o Amazonas

A talentosa atleta Juliana Felipe, da Acopajam, de São Gabriel da Cachoeira, brilhou nos Jogos Escolares Brasileiros (JEBs) 2024, em Maceió, conquistando uma medalha...

Polícia prende um dos suspeitos de estuprar e transmitir vírus do HIV para crianças e adolescentes

O técnico em edificações Rodrigo Wenderson Nunes dos Santos, 31, suspeito abusar sexualmente de crianças e adolescente e transmitir o Vírus da Imunodeficiência Humana...

Lançado Livro de Saberes Tradicionais Quilombolas, em N. Airão

  Um Estudo Sobre as Práticas Educativas na Escola Municipal Jaú Tambor Na noite do último sábado (8/6), Novo Airão, município da Região Metropolitana de Manaus,...

Delegado João Tayah retira placa de apologia à pena de morte em via pública

O delegado de polícia e pré-candidato a vereador pelo PT, João Tayah, retirou uma placa fixada em um poste da Avenida Torquato Tapajós, no...

“Semana Solo Seguro Favela”, Urbanismo Sustentável no Amazonas

De 3 a 7 de junho de 2024, a Corregedoria-Geral de Justiça do Amazonas (CGJ/AM) vai realizar a 1a. edição da “Semana Solo Seguro...
spot_imgspot_img

POPULARES

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img