segunda-feira, maio 27, 2024
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO AMAZONASspot_imgspot_img

NOTÍCIAS ALEAM

InícioPOLÍTICA NO AMAZONASMPAMMPAM move Ação Civil Pública para assegurar acessibilidade na Policlínica Codajás

MPAM move Ação Civil Pública para assegurar acessibilidade na Policlínica Codajás

Medida, que acontece após visita técnica, exige plano de ação da SES-AM
….
O Ministério Público do Amazonas (MPAM), por meio da 42ª Promotoria de Justiça Especializada em Direitos Humanos da Pessoa Idosa e da Pessoa com Deficiência (42ª PRODHID), propôs uma Ação Civil Pública (ACP), nesta quinta-feira (09/05), com pedido de liminar, para garantir acessibilidade às pessoas com deficiência na Policlínica Codajás, localizada no bairro Cachoeirinha, Zona Sul de Manaus.
De acordo com o promotor de Justiça Vitor Moreira da Fonsêca, a Policlínica Codajás é referência em reabilitação de pessoas com deficiência e a exigência de acessibilidade e de inclusão nesse local é maior.
Inicialmente, o MPAM recebeu uma denúncia anônima de que a unidade de saúde não cumpria a legislação vigente pela NBR9050, destacando a ausência de servidores especializados para auxiliar as pessoas com deficiência e de sinalização física, como piso tátil, considerado um recurso fundamental na promoção de segurança, orientação e mobilidade.
Mais tarde, o Núcleo de Apoio Técnico (NAT) do MPAM realizou uma perícia no local e constatou que, de fato, não há piso de alerta direcional nos corredores, nem alertas táteis nas entradas das salas, além da escadaria dificultar a entrada de cadeirantes e os portões de acesso não contarem com mapa tátil.
Em resposta, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) não apresentou elementos probatórios que demonstrem qualquer mudança no panorama das irregularidades, o que levou o MPAM a propor uma ACP.
Na liminar, a promotoria faz o pedido de tutela provisória de urgência, baseado no art. 12 da Lei nº 7347/85, para que a SES-AM conceba, no prazo de 30 dias, um plano de ação acompanhado de cronograma detalhado e que a instalação dos equipamentos de acessibilidade na Policlínica Codajás seja realizada no prazo máximo de 60 dias.
Texto: Ramon Oliveira
Foto: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img

Manaus

Reordenamento do Centro Comercial e Histórico é Iniciado pela Prefeitura de Manaus

Manaus – A Prefeitura de Manaus, através das secretarias municipais de Infraestrutura (Seminf); Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal (Semacc); da Mulher, Assistência Social...

William Alemão denuncia precariedade do T4

O vereador William Alemão tem sido uma voz ativa em defesa dos usuários do transporte público de Manaus, denunciando as condições precárias do Terminal...

Homem Atropelado na Compensa Espera Socorro de Ambulância por Quase 2 Horas

Manaus – Na manhã desta quarta-feira (22), por volta das 6h, um homem identificado como Antônio foi atropelado na avenida Brasil, no bairro Compensa,...

Caio André denuncia alagações no Monte das Oliveiras

  O presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Caio André (União Brasil), denunciou, nesta terça-feira (21/05), problema de alagações na rua Yarapé, no...

Cães auxiliaram na apreensão + de 500kg de drogas em 4 meses

Cães de faro para narcóticos ajudaram na apreensão de muitas drogas no Amazonas   Nos últimos quatro meses, os cães de faro para narcóticos da Polícia...
spot_imgspot_img

POPULARES

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img