quinta-feira, julho 25, 2024
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO AMAZONASspot_imgspot_img

NOTÍCIAS ALEAM

InícioSem categoriaEscola do Legislativo debate o feminicídio na quinta-feira, 30

Escola do Legislativo debate o feminicídio na quinta-feira, 30

Escola do Legislativo promove debate sobre o feminicídio na quinta-feira, 30

A taxa de feminicídios no Brasil é a quinta maior no mundo, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS). Esse quadro grave de agressão às mulheres será tema de um debate aberto promovido pela Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) na próxima quinta-feira (30), com especialistas no assunto, educadores, autoridades de segurança, psicólogos, etc. O evento acontecerá no Auditório Senador João Bosco, a partir das 9h.
Realizado pela Escola do Legislativo Senador José Lindoso, da Aleam, por meio do projeto “Educado pela Cultura” que é coordenado pela professora Jacy Braga, o encontro terá a participação de poderes e instituições que vão debater preconceito e a violência contra a mulher.
A lista de participantes inclui a juíza do TJAM e titular do 2º Juizado de Combate à Violência Doméstica e Familiar, Luciana da Eira Nasser; o juiz do TJAM e titular da 3ª Vara do Tribunal do Júri, Mauro Antony; a delegada da Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher, Débora Mafra; a defensora pública da DPE/AM, Caroline Braz; a militante do movimento de mulheres, assistente social, e ex secretária da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), Graça Prola; a assistente social e coordenadora do Serviço de Atendimento e Responsabilização do Agressor (Sare), da Sejusc, Fabiana Maciel e a servidora da Gerência da Diversidade da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc), Vera Lúcia.
A professora Jacy Braga lembra que a o “feminicídio” é uma tipificação do crime de homicídio, que passou a ser considerado hediondo, como o estupro, genocídio e o latrocínio. Com isso, a pena prevista para o homicídio qualificado é de reclusão de 12 a 30 anos.
O feminicídio é uma expressão utilizada para denominar as mortes violentas de mulheres, que tenham sido motivadas por sua “condição” de mulher. Como motivação de gênero para o crime de feminicídio estão o sentimento de posse sobre a mulher, o controle e o desejo sobre o seu corpo e sua autonomia, a limitação do crescimento profissional, econômico, social ou intelectual da mulher, o tratamento da mulher como objeto sexual e manifestações de desprezo e ódio pela mulher e pelo feminino.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img

Manaus

Deputado Roberto Cidade é autor de 24 leis em 2024

  Mantendo o retrospecto de ser um dos parlamentares mais atuantes na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o deputado estadual Roberto Cidade (UB), presidente do...

Descumprimento da ‘Lei do Motoboy’ em Manaus é questionado por profissionais

Após a prisão de três motociclistas envolvidos em uma briga com um morador de um condomínio no bairro Flores, Zona Centro-Sul de Manaus, a...

OAB AM inaugura ponto de inclusão digital em Careiro Castanho

  Na segunda-feira, 15/07, a Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amazonas (OAB-AM), na gestão de Jean Cleuter, inaugurou mais um Ponto de Inclusão Digital...

Darius Nakai explica diferença entre harmonização orofacial e cirurgia plástica

O ser humano nunca está satisfeito plenamente com a aparência. Sempre em busca de uma beleza única, muitas pessoas têm explorado diferentes opções, destacando-se...

Di María se aposenta após mais um título: “Ganhei tudo”

Ser destaque em uma Seleção que tem Lionel Messi não é  e nunca foi missão fácil. Mesmo assim, Angel Di MAria sempre esteve lá,...
spot_imgspot_img

POPULARES

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img