domingo, fevereiro 25, 2024
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
HomeCULTURAcarnavalArtigo: O NOSSO SÁBADO GORDO DE CARNAVAL, CADA VEZ MAIS MAGRO. (Por...

Artigo: O NOSSO SÁBADO GORDO DE CARNAVAL, CADA VEZ MAIS MAGRO. (Por Wanderley Freitas.)

Neste sábado de carnaval, não teremos desfile das escolas de samba no sambódromo. O carnaval de quem passa o ano sonhando com essa data, terminou antes de começar, sim, a data do desfile foi antecipada e muito surpreende, que ela seja mantida para o carnaval de 2025, com o argumento de que a mudança foi benéfica ! Mas benéfica para quem?

Não vou ser leviano em criticar a boa intenção da mudança, por desconhecer os pontos levantados para que ela se efetivasse esse ano, pois a mesma, já havia sido sugerida no carnaval de 2023, tendo como o argumento principal, o incentivo do retorno ao sambódromo, do grande público dos carnavais de outrora.

Eu não entendo como isso seria possível, sem a realização de um estudo, o que poderia ter sido feito no carnaval passado, com uma simples pesquisa, com a sugestão da mudança de data e de satisfação sobre os serviços oferecidos, para que se pudesse ter dados suficientes para identificar o que vem dando certo, ou, o que vem dando errado.

Segundo os principais interessados, como o público das arquibancadas, camarotes, os foliões, prestadores de serviços, barraqueiros, portadores com necessidades especiais e todos os envolvidos em geral na folia de Momo, para uma melhoria efetiva é preciso de ações  contínuas e  decisões que realmente beneficiem a festa como um todo e não apenas os que gostam de assistir e desfilar na passarela do samba.

É preciso incluir no contexto de  “interessados”  todos aqueles que deslumbram passar o feriado de carnaval em Manaus ,  movimentando a economia por meio do turismo, o que seria muito bom para os nossos atrativos naturais e culturais, restaurantes e bares, aumento da taxa de ocupação hoteleira entre outros fatores.

O fato, é que a mudança foi decidida unilateralmente, desconsiderando os que vivenciam todos os anos, a experiência de ir para as arquibancadas, torcer por sua escola de samba do coração, e que poderiam ter sido consultados antes de tal decisão, não foram. É preciso entender que existe dois lados pelo menos, os que fazem o Carnaval e os que consomem o carnaval. Esses não foram consultados.

Não houve uma divulgação eficiente da nova data, pois não levaram em consideração, aqueles brincantes que não frequentam os ensaios das escolas de samba, e apenas na semana do carnaval, começam a se organizar para participar do desfile.

A mudança só não esvaziou mais ainda o sambódromo, pela força das torcidas das escolas de samba, que são fiéis no momento do desfile e podemos citar como exemplo, a torcida organizada, Gigantes do Morro, da Reino Unido Da Liberdade, que levou cerca de 7 mil torcedores para o sambódromo, ocupando duas arquibancadas e outros setores do sambódromo.

Os camarotes terceirizados, também foram pontos positivos no dia do desfile, fora esses dois pontos, como já foi mencionado, faltou divulgação da nova data do desfile, o que deixou muitos torcedores e foliões surpresos, principalmente, aqueles que vem de outros Estados e municípios, para desfilar no carnaval e aproveitar o feriado prolongado, o que não ocorreu devido a antecipação da data.

A mudança não levou em conta, a vinda desses foliões, o que de certa forma, prejudicou a cidade, no projeto de se fortalecer como opção, para os turistas que buscam alternativas de um bom carnaval, fora dos destinos tradicionais.

O que pode melhorar o público do sambódromo, para o desfile das escolas de samba e o carnaval de Manaus, é um marketing que divulgue o nosso carnaval como um produto atrativo de turismo, divulgando além dos desfiles das escolas de samba, do grupo especial e grupos de acesso, o Carnaboi, os blocos tradicionais e os nossos atrativos culturais e naturais, com promoções de hospedagem e um roteiro bem definido.

 

Nosso carnaval tem que ser um produto único, com todas as suas segmentações, para que possa atrair o público local, regional e foliões de outras regiões. Podemos criar uma identidade única, mas para que ela funcione, o desfile deve voltar para a semana do carnaval, pois o problema nunca foi a data, existem outros entraves, alguns até necessários para a segurança e outros, que com certeza, deveriam ser repensados, como os preços praticados dentro do sambódromo, que são uma reclamação recorrente.

A quinta, sexta e sábado de carnaval, para os desfiles das escolas de samba. Na segunda e terça-feira, o Carnaboi. E as Bandas e blocos, nas suas datas tradicionais. A volta dos bailes de salão nos clubes, como Rio Negro e Olímpico Clube, os bailes de carnaval infantil, bailes que retratem a “Belle Époque”, etc. Nós temos muito o que resgatar e temos margem para crescimento, por isso, podemos oferecer uma experiência única com o nosso carnaval.

Antecipar o desfile, acaba sendo uma punição para o próprio carnaval. No sábado magro, na área de concentração das escolas, na rua Lóris Cordovil e no entorno, pudemos comparar a diferença de brincantes, deste carnaval em relação aos anteriores. Sem os foliões que não sabiam da nova data e nem daqueles, que não puderam vir de outras regiões, por não poder se ausentarem do seu cotidiano, antes do feriado do carnaval. Dividir o carnaval surtiu o efeito contrário do desejado e não há garantias, que possa melhorar no próximo ano.

O público que quer se ausentar do nosso carnaval, não pode ser mais importante daquele que vem nos prestigiar. Tem que haver consenso e bom senso, fazendo uma analogia com uma fábrica do nosso Polo Industrial de Manaus, uma decisão não pode ser tomada para beneficiar apenas diretores e gerentes, sem levar em consideração, o bem-estar da linha de produção e todos os seus colaboradores. Uma decisão que afeta todos, tem que ser boa para todos.

As escolas de samba – de todos os grupos – têm a missão de autorganização coletiva e coesa, em nome do CARNAVAL DE MANAUS, esquecendo as diferenças, deixando as vaidades de lado, primar, pela transparência – definindo criteriosamente as regras da disputa e de gestão, semeando a captação de recursos, além de maximar o aproveitamento dos recursos que já existem.

Ganhar a simpatia e os investimentos do setor privado, desenvolvendo projetos que movimentem as escolas de samba ao longo dos 12 meses do anos, é fundamental. Parabéns para aquelas que já o fazem, mas é necessário aprimorar  ainda mais. Na minha opinião, o acesso e o decesso de duas agremiações, também turbinariam em qualidade os dois grupos, de acesso e o especial, tornando a disputa pelo título, pela permanência e pelo acesso, mais acirrada.

Temos muito o que crescer e muito o que melhorar, então vamos planejar, trabalhar e torcer, torcer muito, para que o nosso próximo sábado gordo de carnaval, seja próspero, farto e feliz para todos. Viva o Carnaval de Manaus!

 

Wanderley Freitas é Bacharel em Turismo, corretor de imóveis, compositor da Escola de Samba Reino Unido da liberdade, poeta e escritor, membro da ALCAMA – Academia de Letras e Culturas da Amazônia.

 

 

 

Edição: Nailson Castro

 

A expressão Sábado Gordo vem do italiano Sábato Grasso, e antecede ao domingo de carnaval, é uma expressão usada primitivamente nos carnavais de Portugal, índia, Goa e Itália. Exemplo de uso da palavra Sábado gordo: O concurso do carnaval acontecerá no Sábado Gordo na avenida do samba entre as escolas de samba.

Essa afirmação utilizada como exemplo perdeu o sentido ao se falar do Carnaval de Manaus, já que o concurso foi antecipado em uma semana.

Artigos Relacionados
spot_imgspot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_imgspot_img

Manaus

PT MANAUS : RESISTENCIA SOCIALISTA REPUDIOU O VEREADOR SASSÁ POR CRITICAR A FALA DE LULA

Os núcleos políticos que fazem parte do coletivo Resistência Socialista, que compõe o Partido dos Trabalhadores, no Amazonas, divulgou na manhã desta terça-feira (20),...

Manaus Vôlei enfrenta Araucária Vôlei pela sexta rodada da Superliga B de Voleibol

Nesta quarta-feira (21/02), às 19h (horário local), o Manaus Vôlei / Nilton Lins / Hien Kan vai em busca da primeira vitória na Superliga...

Após indicação de Kennedy Marques, conjunto Viver Melhor receberá mutirão de castração

  Após indicação do vereador Kennedy Marques (PMN), o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) realizará, do dia 19 a 29 de fevereiro, mais um...

Ação e Reação. Exigências e Retribuições da Vida !

Maria Jiló é uma senhora de 92 anos, miúda e tão elegante , que todo dia às 08 da manhã ela já está toda...

Mesmo com volume de lixo maior do que em 2023, Manaus amanhece limpa pós-Carnaval

  A Operação Carnaval desencadeada pela Tumpex, empresa de coleta de lixo que atua em Manaus, retirou o equivalente a 5% a mais apenas no...
spot_imgspot_img

POPULARES

spot_imgspot_img

POPULARES

spot_imgspot_img